Goiás tem novo Mapa Turístico

Saiu o novo Mapa Turístico de Goiás. São 83 destinos em dez Regiões Turísticas do estado. O Mapa 2017-2019 já foi ratificado pelo Ministério do Turismo. O Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento que orienta a atuação dos órgãos oficiais da área nos estados e do Ministério do Turismo no desenvolvimento de políticas públicas. Tendo como focos a estruturação, a gestão e a promoção do setor de forma regionalizada e descentralizada, o documento é construído em conjunto com os estados brasileiros.

Para ser incluído no Mapa Turístico, o município precisa seguir as regras estabelecidas pelo Ministério do Turismo. É exigido que a cidade tenha uma pasta de turismo, dotação de verba específica no orçamento anual, apresentação do Termo de Compromisso assinado pelo prefeito ou dirigente responsável pelo setor, além de aderir ao Programa de Regionalização do Turismo e à Região Turística.

A previsão é de que a atualização da ferramenta seja feita a cada dois anos, respeitando o primeiro ano de mandato dos prefeitos e dos governadores. De acordo com o Ministério do Turismo, a ideia é que os gestores municipais e estaduais tenham um instrumento que retrate corretamente a sua realidade e que possibilite, dessa maneira, a gestão correta do turismo na região.

Mapa goiano
Todas as dez regiões têm novos integrantes. As 34 cidades que entraram na lista pela primeira vez ou que voltaram a fazer parte dela estão comemorando. A Região Turística do Ouro e Cristais foi a que ganhou mais municípios: sete.

Os prefeitos e secretários de Turismo dos que agora fazem parte do Mapa do Turismo Brasileiro foram unânimes em ressaltar o apoio recebido da Goiás Turismo e do Governo de Goiás.

Francisco Alves de Sousa Junior, prefeito de Terezópolis de Goiás, que está na relação de cidades classificadas como prioritárias para o desenvolvimento do turismo no estado, disse que está muito satisfeito. Para Juninho, fazer parte da Região Turística dos Negócios e Tradição vai dar visibilidade ao município, que pode se beneficiar de políticas do Governo do estado e do Ministério do Turismo. Ele destaca o trabalho duro desenvolvido para chegar ao Mapa.

Para André de Sousa Chaves, prefeito de Buriti Alegre, que passou a fazer parte da lista de municípios prioritários compondo a Região Turística Lagos do Paranaíba, a volta ao Mapa é ótima, já que havia uma preocupação local a respeito de uma cidade com tanto potencial turístico estar fora do Mapa Turístico.

Márcio Gleic, secretário de Meio Ambiente e Turismo de Porangatu, que passou a compor a Região Turística Vale da Serra da Mesa, celebra a entrada no Mapa Turístico. Ele lembra o potencial da cidade de atrair visitantes pelos seus prédios históricos, seu lago, e também pelo Carnaval e outros eventos de apelo nacional, como o TeNpo, que é a Mostra Nacional de Teatro de Porangatu, e a Exposição das Tecnologias Voltadas ao Desenvolvimento da Pecuária (Expopec).

Comunicação Goiás Turismo