Homem atropela, mata e vende órgãos de menina de 9 anos

Um caminhoneiro atropelou, acidentalmente, uma menina de 9 anos em Shaling, uma aldeia situada na província de Hubei, na China Central, na última terça-feira (5/12). O homem de 33 anos, ao perceber que havia ferido Tao Xiuli, decidiu matá-la para que não arcasse com os custos do acidente. Isso porque, segundo a lei chinesa, o responsável por causar danos a outra pessoa é obrigado a custear tudo o que a vítima necessita.

Com medo de ser apanhado e arcar com a dívida contínua, o motorista assassinou a menina e jogou o corpo dela no quintal da casa dele. No entanto, depois de a família da criança acionar a polícia, relatando que ela estava desaparecida havia dois dias, o corpo de Tao foi encontrado e as autoridades identificaram a falta de alguns órgãos, que foram arrancados.

Preso, o homem confessou ter vendido os órgãos da garota a fim de ganhar dinheiro. Disse ainda que só a matou para não ser responsável pelos custos dos cuidados ao longo da vida dela. O pai da menina revelou aos meios de comunicação chineses que espera a pena de morte para o assassino.