Praticar sexo ao menos uma vez por semana desacelera envelhecimento feminino

Divulgado recentemente na revista científica Psychoneuroendocrinology, um novo estudo descobriu que manter uma vida sexualmente ativa é essencial para prevenir doenças degenerativas e morte prematura uma vez que ajuda a desacelerar o envelhecimento em mulheres.

Realizada pelo Departamento de Psiquiatria Universidade da Califórnia, em São Francisco, a pesquisa analisou os cromossomos de 129 mulheres e descobriu que as participantes que mantinham relações sexuais ao menos uma vez por semana apresentavam telômeros mais longos. Frequentemente relacionados ao envelhecimento, telômeros são estruturas de proteínas e DNA encontradas nas extremidades dos cromossomos e que auxilia a correta divisão celular, evitando, assim, cânceres e outras doenças.

De acordo com o estudo, mulheres que mantiveram relações sexuais regulares apresentaram telômeros mais longos quando comparadas. Outros fatores foram levados em conta como, por exemplo, estresse e qualidade dos relacionamentos, e concluiu-se que estímulos como de vida saudável e satisfação sexual contribuem para o retardamento do envelhecimento da mulher.